Opinião • Postado em 30-06-2014

O MAIOR ATO LIBERTÁRIO DE UM POVO É A EDUCAÇÃO

Isabel Silveira

/

Nos tempos atuais em que luxo, ostentação e grifes determinam o enquadramento para ser aceito ou não na sociedade, deixa-nos ao final de cada etapa , um amargo vazio. Diante dos resultados que nos encontramos num mundo cada vez mais fragmentado e consumista, um grito explode em nossas vidas: Onde está o poder?

Muitas vezes buscamos essa resposta nos apegando nas primeiras sugestões. E o que encontramos? Situações de fachada, manipulação, usurpação e miséria. O Brasil vive hoje uma das mais tristes colheitas. Nos últimos 100 anos, apesar do desenvolvimento econômico, nos deparamos com um país semianalfabeto, gritando por socorro. Autoridades ensurdecidas têm construído um cordão de isolamento naquilo que realmente liberta, edifica, constrói e democratiza: a educação e a formação profissional de seu povo.

Chegamos num momento em que não há mais como impedir que a tomada de consciência faça a mudança tão esperada. Mudanças na inclusão social, mudanças na formação educacional, mudanças na vida de cada cidadão.

O que nos acalenta o coração é saber que esse momento chegou. Acreditamos que realmente 2014, ano da possibilidade da renovação da conjuntura política trará certamente a liberdade que tanto almejamos e necessitamos.

Citando uma frase conhecida torçamos para que tenha chegado o nosso momento: O saber liberta, o apóstolo João cita que “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”.

Confio que o momento histórico da revolução silenciosa por um Brasil melhor está se concretizando. Sei que somos capazes. Não desista nunca. “Cada sonho que você deixa para trás é um pedaço do seu futuro que deixa de existir” ( Steve Jobs)

Sei que colheremos a vitória!

Isabel Silveira é educadora, psicóloga e psicanalista, coach.

Deixe seu comentário

O MT Mais Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais à terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluidos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido, valorize esse espaço democrático.
Agradecemos a participação!

Seja o primeiro a comentar essa postagem!