Opinião • Postado em 11-04-2019

Ciência, Tecnologia e Inovação: caminhos para um futuro promissor

Nilton Borgato

/ Divulgação assessoria

A ciência, a tecnologia e a inovação se tornaram tão essenciais nos dias de hoje que é impossível imaginar o mundo sem o universo que as envolve. Como seria, por exemplo, viver sem internet, celular, instrumentos e equipamentos de última geração utilizados nos mais diversos setores, como saúde e segurança? Estamos acostumados a utilizar APP´s no smartphone e máquinas de cartão de crédito sem termos idéia do caminho percorrido para que essas descobertas fizessem parte do nosso cotidiano.

A história nos mostra que os países desenvolvidos não atingiram esse patamar por acaso. Eles adotaram políticas e investiram em desenvolvimento científico e tecnológico e, por isso, conseguiram chegar ao topo. Infelizmente, o Brasil ainda não atingiu esse nível de maturidade. Inclusive, nos últimos anos, o país reduziu as verbas públicas para esses setores.

Desde que assumi a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), tive a oportunidade de estar duas vezes com o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, e fiquei bastante entusiasmado, pois ele afirmou que vai se empenhar muito para aumentar esse investimento e auxiliar os estados.  

A Seciteci realiza um trabalho fundamental e estratégico para o desenvolvimento de Mato Grosso e, gerir essa instituição, tem sido um grande desafio. Como gestor público, fui prefeito por dois mandatos do município de Glória d´Oeste e também presidi o Consórcio Intermunicipal de Saúde. Nessas experiências, constatei de perto as dificuldades da população e as oportunidades que temos que buscar para promover o desenvolvimento.

Meu papel é contribuir para que a missão da Seciteci seja exercida, ou seja, elevar a capacidade científica e tecnológica em setores estratégicos, integrando o sistema estadual de ensino. Hoje, a Secretaria possui 10 Escolas Técnicas Estaduais (ETEs) e oito estão sendo construídas. Em 2018, foram ofertadas 4.986 para cursos do Pronatec, Médiotec, Técnicos, FIC (Formação Inicial e Continuada) e do sistema prisional, realizado em parceria com a Secretaria de Segurança Pública (Sesp).

Uma importante conquista da Seciteci é a construção do Parque Tecnológico, que já é considerado o maior projeto estratégico para o desenvolvimento da inovação técnico-científica do estado. Com o parque, as “indústrias da inovação” terão a possibilidade de nascer, crescer e agregar valor a outros setores econômicos. A finalidade é atrair empresas de base tecnológica, fomentar o empreendedorismo e a criação de startups.

 

Outro projeto de bastante destaque é o MT Ciências - Circuito Itinerante da Ciência de Mato Grosso. É um universo de conhecimento, principalmente para as crianças e adolescentes. Na prática, o MT Ciências é uma carreta com baú adaptado que possui uma série de recursos, possibilitando experiências inovadoras para os visitantes.Hoje, somente os estados de Mato Grosso e Minas Gerais possuem unidades móveis nesse padrão em todo o país, porém, a de Mato Grosso é a maior e mais bem equipada. E neste ano, nossa meta é que a “carreta” percorra 60 municípios, pois uma das nossas principais metas é popularizar a ciência em Mato Grosso.

Duas atuações que também são essenciais da Secretaria são desenvolvidas pela Fundação de Amparo às Pesquisas do Estado (Fapemat) e pela Fundação Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat). A Seciteci tem a missão de supervisionar, fiscalizar e controlar as ações dessas duas instituições, que são extremamente importantes para a educação e o incentivo ao desenvolvimento da pesquisa científica e tecnológica do nosso estado. 

Entre tantas ações desenvolvidas pela Seciteci, temos grandes barreiras para enfrentar. Uma das principais é ampliar o acesso à internet, já que no ranking nacional de conectividade nosso estado está entre os últimos. E esse cenário é bastante preocupante e contraditório, já que Mato Grosso é um estado abastado, maior produtor de grãos e rebanho bovino, e contribui de forma relevante para o equilíbrio na balança comercial do país.

O fato é que temos um imenso desafio pela frente. Um desafio que requer muito trabalho, esforço e vontade política para obtermos recursos e investirmos em ações estratégicas. Acredito que com as medidas que o governo tem desenvolvido, por meio de servidores dedicados e comprometidos como os que temos na Seciteci, podemos contribuir muito para um futuro mais moderno e promissor a todos os mato-grossenses.

*Nilton Borgato é secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação

 
 

Deixe seu comentário

O MT Mais Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais à terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluidos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido, valorize esse espaço democrático.
Agradecemos a participação!

Seja o primeiro a comentar essa postagem!