Opinião • Postado em 01-03-2019

A Microfisioterapia e a autocura do organismo

Giovana Balth

/

Responsável por estimular a autocura do organismo contra diversos danos físicos e psicológicos, a microfisioterapia tem se tornado cada vez mais popular no campo da medicina integrativa.

 

A técnica de terapia manual, desenvolvida pelos franceses Daniel Grosjean e Patrice Benini, se caracteriza por identificar através de toques no corpo do paciente a causa primária de determinadas doenças ou sintomas estimulando o corpo a reconhecer o agressor (traumas físicos, emocionais, micróbios e toxinas) e iniciar o processo de autocura.

 

Por meio de leves toques sobre a pele, são identificados os locais aonde as células foram afetadas no corpo e passaram a provocar o sintoma. O local é também um indicativo do tipo de trauma sofrido e quando ele ocorreu.

Quando somos traumatizados emocionalmente, em qualquer período da vida o subconsciente nunca esquece, mesmo que não lembremos conscientemente do trauma.

A microfisioterapia pode tratar diversas doenças e sintomas físicos e emocionais, entre eles: dor de cabeça, fibromialgia, cansaço sem motivo aparente, enxaquecas, irritabilidade, dores musculares e nas costas, alergias, insônia, ansiedade, pânico e outras fobias, déficit de atenção, depressão e traumas emocionais como rejeição, perdas, separações e abandonos.

O tratamento é feito sessões que duram em média uma hora e é dirigido a pessoas de todas as idades, desde os bebezinhos. Não há contraindicações e gestantes também podem se beneficiar desta técnica. Os resultados são percebidos já na primeira sessão.

Cada organismo é um e cada dor é única. Contudo, todas podem ser tratadas.

Pare de sentir dor, a microfisioterapia pode lhe ajudar. 

*Giovana Balth é Fisioterapeuta - Crefito: 259992-F. (65) 99955-0169

Deixe seu comentário

O MT Mais Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais à terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluidos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido, valorize esse espaço democrático.
Agradecemos a participação!

Seja o primeiro a comentar essa postagem!