POLÍTICA • Postado em 31-08-2017

ONG entra com pedido de afastamento de políticos citados em delação

Aline Brito

Da redação

/

A ONG Moral protocolou nesta quarta-feira (30), no Ministério Público Estadual (MPE), um pedido de afastamento de deputados, ex-deputados, e de outros políticos citados pelo ex-governador Silval Barbosa (PMDB), em sua delação.

Silval citou o nome de mais de 80 de autoridades envolvidas em esquemas de corrupção no Governo do Estado, na época de sua gestão de 2011 a 2014.

Entre os citados estão três prefeitos: Emanuel Pinheiro (PMDB), de Cuiabá; Luciane Bezerra (PSB), de Juara, a 690 km da capital, e Thelma de Oliveira (PSDB), de Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá. À época, Emanuel e Luciane eram deputados estaduais e Thelma deputada federal. Todos eles negam as irregularidades.

Conforme o coordenador da ONG, Gilmar Brunetto, os crimes de corrupção confessados por Silval nos depoimentos, reforçam a suspeitas de crimes que já existiam. "Nossa expectativa é que o Ministério Público cumpra com a sua missão e leve isso ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ) e que todos os envolvidos nessa delação sejam afastados", defendeu.

Em nota, o Ministério Público Estadual (MPE) informou que já solicitou à Procuradoria Geral da República o compartilhamento de provas apresentadas por Silval Barbosa na delação e que não pode tomar nenhuma medida sobre o caso até ocorra o "fatiamento" da investigação.

 

 

 

Deixe seu comentário

O MT Mais Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais à terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluidos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido, valorize esse espaço democrático.
Agradecemos a participação!

Seja o primeiro a comentar essa postagem!