POLÍTICA • Postado em 10-01-2019

Mendes entrega na AL projeto de reforma administrativa para tentar equilíbrio fiscal

Da redação

/ Mayke Toscano | Gcom MT

O governador Mauro Mendes entregou nesta quinta-feira (10), na Assembleia Legislativa, o pacote de leis, denominado “Pacto por Mato Grosso”, que busca estabelecer parâmetros legais para o enfrentamento das dificuldades financeiras às quais enfrenta o Estado.

“Estas leis são uma forma de correção de rumo para as finanças de Mato Grosso, que estão em uma situação muito ruim e que podem piorar se nada for feito. Essa realidade vem se desenhando há anos, com o acúmulo de dívidas e restos a pagar, e podemos acabar vivendo em um caos financeiro absoluto. Por isso, essas medidas são absolutamente necessárias e imprescindíveis”, defendeu Mendes.

Os projetos são referentes à reforma administrativa, que visa reduzir de 24 para 15 secretarias e pede autorização ao Legislativo para a extinção de seis empresas mistas, à reedição do Fundo Estadual de Transportes e Habitação (Fethab), garantindo que 25% da arrecadação sejam destinados exclusivamente à Secretaria de Infraestrutura para a manutenção das rodovias estaduais.

Também foi protocolado projeto de lei para a regulamentação de critérios na concessão da Revisão Geral Anual (RGA), além de proposta para a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), buscando equilíbrio financeiro para o Estado. “Todos os debates a respeito destas propostas serão feitos dentro da Casa de Leis. Esse debate deve ocorrer e peço que seja feito o mais rapidamente possível pelos deputados”, pontuou o governador.

O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, acredita que os Poderes irão apoiar as medidas propostas pelo Executivo estadual, uma vez que todos devem buscar e trabalhar pelo equilíbrio financeiro de Mato Grosso. “Precisamos que a tramitação na Assembleia ocorra de forma célere, mas com todos os debates necessários entre os setores. Todas as sugestões que busquem melhorar as propostas serão ouvidas e estudadas”, disse Carvalho.

O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho, explicou ter sido pedida “dispensa de pauta” para a análise dos projetos de lei, o que deve tornar o trâmite mais célere dentro da Casa. “Vou fazer um calendário de votações para que as propostas sejam aprovadas ainda este mês. Esse será o grande esforço que faremos, pois o Estado não pode ficar mais um mês sem arrecadação, por exemplo, do Fethab”, declarou.

Deixe seu comentário

O MT Mais Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais à terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluidos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido, valorize esse espaço democrático.
Agradecemos a participação!

Seja o primeiro a comentar essa postagem!