POLÍTICA • Postado em 10-01-2019

Fórum sindical ameaça deflagrar greve caso Governo não apresente nova proposta para servidores

Aline Brito

Da redação

/ Alair Ribeiro/MidiaNews

O Fórum Sindical dos Servidores Públicos do Estado anunciou nesta quarta-feira (09), que caso o governador Mauro Mendes (DEM) não apresente novas propostas referentes ao pagamento dos salários e 13º e da Revisão Geral Anual (RGA), a categoria estuda deflagra uma greve geral em fevereiro.

Por meio de nota, a entidade também deu carta branca para os sindicatos de cada categoria deliberarem sobre um eventual movimento grevista ainda em janeiro.

“Embora a reunião como o governador Mauro Mendes tenha sido muito importante para o início da relação Governo – Trabalhadores, ela não indicou qualquer alteração na determinação do Governo mudar a política de resolução dos problemas fiscais com o não pagamento dos salários dos servidores: 13º. de novembro e dezembro; salário de dezembro na data legal (até o dia 10) e, quanto ao RGA referente ao ano de 2018 sequer foi aventada solução pelo governo”, diz trecho do documento.

Sendo assim, o Fórum orienta as entidades a permanecerem em assembleias permanentes, a fim de mobilizar as categorias. “Respeitando a autonomia das entidades sindicais e as condições específicas de cada uma, fica aberta a decisão de paralisação ou não para este momento, porém, a indicação do Fórum é pela construção da Greve Geral Unificada a partir de fevereiro, após avaliação e deliberação conjunta de todos os sindicatos, inclusive da educação que encontra-se em férias coletivas”.

Na última segunda-feira (07), o governador se reuniu com representantes do Fórum Sindical e anunciou a intenção de parcelar os salários dos servidores estaduais a partir de fevereiro. A ideia do governo é pagar o mesmo valor a todos os servidores no mesmo dia, usando o dinheiro disponível em caixa naquela data. Os que ganham acima disso terão os salários completados ao longo do mês, conforme entrarem recursos nos cofres estaduais.

Na semana passada, Mauro já havia comunicado o parcelamento do 13º e escalonamento dos salários de dezembro de 2018, além da mudança do 13º salário de 2019 para dezembro.

Deixe seu comentário

O MT Mais Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais à terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluidos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido, valorize esse espaço democrático.
Agradecemos a participação!

Seja o primeiro a comentar essa postagem!