POLÍTICA • Postado em 16-05-2019

Emanuel concede RGA de 5,07% para servidores de Cuiabá

Aline Brito

Da redação

/

Servidores de Cuiabá terão 5,07% da Revisão Geral Anual (RGA) incorporados nos salários deste mês. A informação foi confirmada pela Secretaria de Inovação e Comunicação (Sicom).  O percentual será estendido para todos os servidores ativos e inativos do município. 

A RGA será publicada no Diário Oficial de Contas que circula nesta quinta-feira (16)  dispõe sobre a RGA do vencimento e do subsidio dos servidores ativos e inativos do Poder Executivo Municipal.

“É um compromisso que fizemos com os servidores da Prefeitura de Cuiabá e que estamos honrando todos os anos. O pagamento da RGA representa valorização e respeito aos funcionários do Município e suas famílias. Como gestor, quero sempre o servidor ao meu lado, motivado, respeitado, valorizado, para juntos, levarmos as políticas públicas aos bairros da Capital”, afirma o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

O texto do decreto estabelece que o vencimento e o subsídio dos servidores ativos e inativos da Prefeitura de Cuiabá ficam reajustados em 5,07%, acordados o período de inflação registrada no país, Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)/IBGE.

A revisão, prevista no decreto é concedida a título de revisão geral anual, assegurada pela Constituição Federal de 1988 e pela legislação municipal, e vigorará a partir de 1° de maio deste ano, respeitado o equilíbrio orçamentário. O decreto entra em vigor a partir desta quinta-feira, data de sua publicação. Com isso, os servidores já poderão contar com a RGA incorporado ao salário no pagamento referente ao mês de maio.

“Acima de tudo, a RGA é uma conquista dos servidores para assegurar o seu poder de compra diante das perdas inflacionárias. Por isso, garantimos esse reajuste todos os anos do nosso mandato e como prefeito, tenho trabalhado e prezado pelo respeito à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) com eficiência, zelo ao recurso público e mantendo o equilíbrio fiscal do município”, contextualiza. Com informação da assessoria 

Deixe seu comentário

O MT Mais Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais à terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluidos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido, valorize esse espaço democrático.
Agradecemos a participação!

Seja o primeiro a comentar essa postagem!