POLÍTICA • Postado em 07-06-2018

Deputados estaduais aprovam contas do Governo referente a 2016

Aline Brito

Da redação

/ ALMT

As contas do Governo do Estado referente ao exercício de 2016 foram aprovadas na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, nesta quarta-feira (06), quase um ano depois de chegar à Casa de Leis para ser apreciada.

O processo chegou até o legislativo no dia 04 de julho de 2017, e deveria ter sido votado até o final daquele mesmo ano, no entanto, foi aditado por diversas vezes.

Em uma votação secreta, 17 deputados votaram favoráveis e dois foram contrários.

Antes de ser votado pelos deputados, o processo foi aprovado pela Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária da ALMT.

O processo também passou pelo crivo do Tribunal Estadual de Contas (TCE-MT) e foi aprovado. Apesar do parecer favorável, o órgão apontou 13 falhas consideradas graves e fez 20 recomendações ao governo. Entre elas, sobre o excesso de gasto com pessoal.

Em março deste ano, o deputado Zeca Viana (PDT) - em voto separado apresentado em sessão, reprovou o processo. Ele afirmou que o governador cometeu crimes de responsabilidade durante o ano em análise.

O parlamentar, que é da oposição, acompanhou um parecer do Ministério Público de Contas (MPC), que sugeriu a abertura de um processo de impeachment contra o governador por falhas nas contas.

 

Deixe seu comentário

O MT Mais Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais à terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluidos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido, valorize esse espaço democrático.
Agradecemos a participação!

Seja o primeiro a comentar essa postagem!