CIDADES • Postado em 11-06-2019

Salinas Gold Mineração custeia 100% dos partos e medicação de pacientes de hospital em Poconé

Assessoria

/ Divulgação

Um convênio na área da saúde tem mudado a vida da população do município de Poconé (100 km de Cuiabá).

Desde maio de 2018, uma parceria entre o Hospital Geral Dr. Nicolau Fontanilas Fragelli, o empresário Valdinei Mauro de Souza (Nei), proprietário da Salinas Gold Mineração Ltda. e da Mineração Santa Clara, empresários e médicos tem beneficiado, mulheres gestantes e pacientes que precisam de medicação.

No que tange aos partos, a meta, quando o convênio foi firmado, era realizar 14 menais, no entanto, esse número varia mês a mês.

“O convênio foi firmado entre a Salinas, o Hospital e o Dr. Rogério Barros de Siqueira, da Clínica Plena. O hospital cedeu o espaço para cirurgias de parto que ocorrem às segundas-feiras. Bancamos toda a estrutura clínica, o departamento médico e medicamentos, uma pequena parte dos exames de laboratório ao custo de R$ 41 mil ao mês para a realização de 14 partos. Além de partos, são feitas laqueaduras e retiradas de trompas. No mês de abril, o atendimento chegou a 16 procedimentos”, afirmou o coordenador administrativo da Salinas Gold, Mauro Vasquez.                          

De acordo com o empresário, não existem critérios para a seleção de mulheres. A meta é atender todas que precisam indistintamente, em especial as pessoas mais carentes e que não possuem condições de pagarem pelos procedimentos. 

A ideia é expandir o convênio já a partir do próximo mês, quando as gestantes serão contempladas com o kit parto, composto por uma banheira, fralda, álcool em gel e gazes para os primeiros cuidados básicos com o recém-nascido. 

Medicação

Além do custeio com os partos, as mineradoras Salinas e Santa Clara, por meio de seu proprietário, bancam 100% da medicação dos pacientes do Hospital Geral Dr. Nicolau Fontanilas Fragell. A iniciativa completou um ano em 2019 e deve se estender por mais tempo.

Retribuição

De acordo com o empresário Nei, o convênio além de uma forma de ajudar os que mais precisam é uma espécie de retribuição aos poconeanos, onde fica a sede das empresas Salinas Gold Mineração Ltda. que é antiga, mas entrou em operação desde 2016 e Santa Clra Mineração.

“A palavra é gratidão. Como empresário do município de Poconé conheço as dificuldades da cidade, principalmente da unidade hospitalar que enfrenta uma crise financeira pela falta de recursos e políticas públicas e por isso decidimos contribuir. Estamos muito felizes com essa parceria e saber que vidas estão sendo salvas. Trabalhamos ainda mais para trazer outros parceiros e expandir o projeto”, destacou Nei.

Ele citou também que o hospital precisa de em torno de R$ 1 milhão para saldar as dívidas existentes e assumiu quitar R$ 260 mil desse valor, que já vai desafogar um pouco a unidade.

O empresário tem um compromisso ainda de equipar o centro cirúrgico do hospital e trocar os equipamentos que são muito antigos.

“Primeiro a gente abençoa e depois somos abençoados. A maioria das pessoas quer benção, mas não quer abençoar. Acredito muito nessa frase”, destacou o empresário.

Região rica

Nei lembrou que Poconé conta com gigantesca riqueza em ouro, pecuária e turismo, mas está entre os 130 municípios mais pobres de Mato Grosso.

“Nossos políticos tinham que olhar mais para Poconé. A região é um local rico, de uma população maravilhosa. A mineração gera mais de 230 empregos diretos e 100 indiretos, beneficiando as famílias que moram no município. Só de Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM) iremos pagar R$ 2 milhões e se juntar todas os garimpeiros de Poconé, serão pagos mais de R$ 4 milhões esse ano. Espero que as autoridades olhem com carinho para a população poconeana, pois eles merecem uma saúde digna e de qualidade”, finalizou.

Moção de aplausos

Como uma forma de agradecer o empresário, a Câmara Municipal de Poconé concedeu uma moção de aplausos à Salinas Gold Mineração, representada pelo proprietário Valdinei Mauro, em reconhecimento as contribuições financeiras prestadas por ele na área da saúde no município.

 

Deixe seu comentário

O MT Mais Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais à terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluidos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido, valorize esse espaço democrático.
Agradecemos a participação!

Seja o primeiro a comentar essa postagem!