CIDADES • Postado em 07-02-2019

Radar na Avenida Miguel Sutil passa a multar a partir de sexta-feira

Assessoria

Prefeitura de Cuiabá

/

O radar instalado na Avenida Miguel Sutil, em frente ao supermercado Comper, passa a funcionar nesta sexta-feira (8). A presença do equipamento praticante zerou o número de atropelamentos e colisões  registrados no local, que apresentava média de dois acidentes por mês. 

De acordo com o titular da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), Antenor Figueiredo, o aparelho já foi aferido pelo Inmetro e vinha flagrando irregularidades no local desde o último mês. Estas multas, contudo, possuem caráter educativo e não correspondem à cobrança ou perda de pontos na Carteira de Motorista. 

"Temos orientado os condutores que foram notificados a procurar pelo setor de Autuações da Semob, para que as multas sejam retiradas. Neste primeiro momento, a proposta foi de educar, mudar a conduta dos infratores. A partir de agora começamos efetivamente a aplicar as penalidades", diz. 

A via tem velocidade permitida de 60km por hora e as transgressões cometidas ali podem gerar multas que variam entre R$ 240 e R$ 580, a depender da gravidade da infração. 

Pela Avenida, uma das mais movimentadas da Capital, transitam cerca 38 mil carros diariamente. Diante do fluxo, a via também recebeu um radar na altura do recém-inaugurado Shopping Estação, onde o movimento de automóveis e pedestres foi intensificado. 

O aparelho aguarda por aferição e deve começar a funcionar no próximo mês. Até o momento nenhum acidente foi registrado neste trecho. 

Antenor reforça que a Pasta está aberta a receber as demandas do cidadão. Assim, além do atendimento presencial, é possível tirar dúvidas com relação às multas aplicadas nas últimas semanas, por meio do número (65) 3315-4298.

Deixe seu comentário

O MT Mais Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais à terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluidos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido, valorize esse espaço democrático.
Agradecemos a participação!

Seja o primeiro a comentar essa postagem!