CIDADES • Postado em 08-01-2019

Projeto do Cais do Porto já está na fase final para início da ordem de serviço

Assessoria

/ Reprodução assessoria

O ano de 2019 começa com boas notícias. Encerrado todo o processo administrativo e burocrático, agora o próximo passo é dar a ordem de serviço para início da obra de Requalificação do Cais do Porto, margem esquerda do Rio Cuiabá. A empresa vencedora da licitação foi a X Nova Fronteira Construtora Ltda. EPP. A Secretaria Municipal de Obras Públicas é a responsável pelo acompanhamento dos serviços de engenharia e execução.

O secretário responsável pela Pasta, Vanderlúcio Rodrigues, informou que o projeto já está com a Caixa Econômica Federal para análise. O prazo mínimo é de trinta dias para essa avaliação. Feito isso é que ocorrerá a autorização para início dos trabalhos. A previsão é para o mês de março, sendo que o prazo de execução é de oito meses, a partir do início da ordem de serviço. “O projeto de revitalização foi entregue à Caixa Econômica Federal no final do ano passado. A parte mais difícil já ocorreu, sendo a parte burocrática do processo e a desapropriação por parte da Prefeitura. Dependemos agora dessa resposta da Caixa Econômica para autorizar a empresa a começar os trabalhos”, disse.

A elaboração foi feita pelo Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Urbano – IPDU e tem como objetivo a sensibilização ambiental, valorização da história regional e da cultura cuiabana por meio da ocupação recreativa da estrutura do Cais do Porto. Ao todo, a obra está orçada em R$ 2.416.756,96 contemplados por recursos do Ministério do Turismo e da Prefeitura de Cuiabá.

A estrutura em concreto aparente, construída na década de 60 pelo governo de Pedro Pedrossian, desativada há algumas décadas, será toda aproveitada dando uso eficiente à estrutura subutilizada, composta por três níveis sendo um mirante no piso superior e deck no inferior. Além também da construção do pavimento térreo, área de convívio com dois ambientes para atividades culturais bem como área de suporte administrativo, copa e sanitários.

O local é o antigo ponto de carga e descarga de mercadorias em área histórica de chegada e de comunicação desde o período colonial regulamentada pela Coroa Portuguesa, época em que o rio era a única rota disponível. “Será mais um local de passeio das famílias cuiabanas. Com a construção do mirante a população poderá enxergar toda a extensão do rio e suas belezas, todo urbanizado e sem agredir o meio ambiente. Cuiabá vai se virar de frente para o rio. O cuiabano vai poder voltar às origens, desde a época do período das embarcações”, reforçou o prefeito Emanuel Pinheiro.  

“Esse é mais um projeto que compõe as obras em celebração aos 300 anos da Capital, a ser comemorada em abril de 2019. Sem dúvida nenhuma será umas das mais belas obras da Cuiabá tricentenária”, finalizou Pinheiro.

Deixe seu comentário

O MT Mais Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais à terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluidos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido, valorize esse espaço democrático.
Agradecemos a participação!

Seja o primeiro a comentar essa postagem!