CIDADES • Postado em 09-01-2019

Pastor é preso acusado de trocar mensagens intimas com menina de 12 anos em Poconé

Da redação

/ Divulgação PJC-MT

A Polícia Civil de Poconé (106 km de Cuiabá) prendeu na terça-feira (08), um pastor evangélico suspeito de assediar uma criança de 12 anos.

O suspeito identificado como J.F.A, de anos 25, foi denunciado pela mãe de uma menina relatando que ele estaria mandando mensagens no WhatsApp, assediando sua filha.

Segundo a mãe da menor, a vítima tinha hábito de frequentar cultos celebrados pelo pastor. O homem conduzia orações nas cidades de Poconé e também Nossa Senhora do Livramento.

Assim que tomou conhecimento das mensagens, os investigadores saíram em diligência e localizaram o acusado na residência em que costumava realizar as celebrações religiosas, no bairro Bom Pastor (Rua Niterói).

Em checagem ao aparelho celular do acusado foram encontradas diversas fotos íntimas da vítima sem roupa, e também fotos do suspeito nu, que foram enviadas para a vítima.

Diante da situação foi lavrado o flagrante pelo assédio sexual. Na delegacia foi arbitrada a fiança de três salários mínimos, que não foi paga. O detido será encaminhado para audiência de custódia.

O caso segue em investigação pela Polícia Civil de Poconé.

Deixe seu comentário

O MT Mais Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais à terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluidos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido, valorize esse espaço democrático.
Agradecemos a participação!

Seja o primeiro a comentar essa postagem!