CIDADES • Postado em 12-04-2019

Homem sem CNH é preso transportando 7,3 kg de cocaína em MT

Aline Brito

Da redação

/ Divulgação PRF-MT

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, na tarde desta quinta-feira (11), cerca de 7,3 kg de substância análoga à cocaína durante fiscalização de rotina na BR-070 em Poconé (a 104 km de Cuiabá).

Além de suspeito de tráfico de drogas, o motorista foi detido por violar a suspensão da habilitação do direito de dirigir – crime previsto no CTB.

D.S.P, de 37 anos, dirigia o veículo Gol Special, com placas de Cuiabá, quando recebeu ordem de parada dos agentes. Solicitada a documentação, o motorista disse não estar portando a CNH. Em consulta aos sistemas PRF, verificou-se que ele estava descumprindo ordem judicial que suspende seu direito de dirigir.

Os policiais perceberam que o nervosismo apresentado pelo homem ia além dessa violação. Em vistoria minuciosa no veículo, foram encontrados, no interior do encosto do banco traseiro, sete tabletes de droga.

Ele recebeu voz de prisão e confessou aos policiais que, na quarta-feira (10), saiu de Cuiabá com destino a Cáceres (a 220 km de Cuiabá), onde deixou o carro no pátio de um posto de combustível, retornando para buscá-lo já carregado na manhã seguinte.

Ainda de acordo com o detido, ele receberia uma quantia em dinheiro para transportar o entorpecente até a Capital.

A droga, o veículo e o suspeito foram encaminhados para a Polícia Civil em Poconé.

Deixe seu comentário

O MT Mais Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais à terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluidos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido, valorize esse espaço democrático.
Agradecemos a participação!

Seja o primeiro a comentar essa postagem!