CIDADES • Postado em 11-06-2019

Falta de planejamento do Indea forma fila de caminhões e bloqueia trânsito no distrito industrial

Assessoria

/ Divulgação

Dezenas de caminhões estão parados desde o último final de semana no posto de fiscalização do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea), localizado no distrito industrial de Cuiabá, na saída para a região sul do estado. O motivo é que o órgão não fez o planejamento necessário para adequar o atendimento em função do início de uma obra para construção do corpo de bombeiros na localidade, mesmo tendo recebido notificação sobre a questão.

Por esse único posto do Indea devem passar, obrigatoriamente, todas as cargas de produtos florestais do estado de Mato Grosso para fazer o processo de identificação de madeira. Pelo grande fluxo de veículos no local, atrasos no atendimento resulta em caos, como o que ocorre neste momento.

Em função da situação, o Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso (Cipem) entrou em contato com o órgão que alegou não ter recursos para resolver a situação. Enquanto isso, o setor florestal acumula prejuízos com o atraso na entrega de produtos comercializados, agravado pela incidência de mais diárias no transporte. Além disso, a Guia Florestal (GF) tem um prazo de vencimento e, caso a situação de atraso continue, todas as cargas ficarão impedidas de seguir viagem.

Deixe seu comentário

O MT Mais Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais à terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluidos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido, valorize esse espaço democrático.
Agradecemos a participação!

Seja o primeiro a comentar essa postagem!