CIDADES • Postado em 15-01-2019

Criança morre após ser atingida por tiro acidental disparado por arma de avô em MT

Aline Brito

Da redação

/

Um menino de sete anos morreu nesta segunda-feira (14), após ser atingindo por um tiro acidental disparado pela arma do avô, um idoso de 69 anos, no município de Paranatinga (387 km de Cuiabá).

Um tio do garoto, e filho do idoso, disse à polícia que pai tinha chegado da fazenda, estacionado o veículo e foi recebido com um abraço do neto.

Depois entrou na residência e em seguida, ouviu um barulho semelhante ao de um disparo de arma de fogo e os dois saíram para fora e encontraram a criança ferida.

A bala atingiu o peito do lado direito.

Em seguida, pai e filho ligaram para a polícia em busca de auxílio. Perguntado sobre a arma, o tio da vítima informou que o pai a usava para caçar e que, quando ocorreu a tragédia, tinha acabado de chegar da fazenda.

Ele relatou ainda que a criança tinha entrado no veículo do avô e, ao puxar uma sacola plástica, a arma foi acionada.

O idoso teria saído do local após ocorrido. Segundo filho, o pai teria ficado em estado de choque com o fato e saiu desorientado.

O boletim de ocorrência foi registrado pela Polícia Militar como homicídio culposo, quando há intensão de matar. O idoso é tratado como suspeito, até que a investigação sobre o caso seja concluída.

Uma equipe da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) esteve no local para levantar as circunstâncias da morte e o laudo deve embasar a investigação.

 

Deixe seu comentário

O MT Mais Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais à terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluidos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido, valorize esse espaço democrático.
Agradecemos a participação!

Seja o primeiro a comentar essa postagem!