CIDADES • Postado em 02-07-2018

Autor de triplo homicídio é preso em Pontes e Lacerda

Aline Brito

Da redação

/ Divulgação assessoria

A Polícia Civil prendeu um dos suspeitos e participar do triplo homicídio que aconteceu na madrugada da última sexta-feira (29), em Pontes e Lacerda (448 km de Cuiabá). O crime teria sido motivado por dívidas de drogas.

O suspeito foi identificado como Ronaldo Alves Cordeiro, de 30 anos, conhecido por Polaco foi preso horas depois do crime.

As vítimas foram identificadas como Valdemir Araujo Prado, de 20 anos, Alex Farias de Oliveira, de 17 anos, e Fernando Magalhães, de 20 anos. Os três tinham passagens por furtos e tráfico de drogas.

Segundo a polícia, Polaco saiu recentemente da cadeia, onde estava detido pela atuação com tráfico de drogas em Pontes e Lacerda. A esposa do suspeito também era investigada pela Polícia Civil por envolvimento com o tráfico.

A polícia chegou até o suspeito depois que testemunhas relataram que as vítimas moravam na mesma casa e na noite de quinta-feira (28), o traficante conhecido como “Polaco”, em posse de uma arma de fogo, foi ao local para cobrar uma dívida de R$ 80 em drogas. Na casa, a polícia encontrou pertences das vítimas, como camisetas e sapatos, o que apontava que eles foram obrigados a sair da residência.

Diante das informações a polícia foi até a casa do suspeito e lá foram encontradas 11 porções pequenas de pasta base de cocaína, uma porção grande de maconha refinada e uma porção grande de maconha.

O traficante foi conduzido a delegacia onde foi interrogado e lavrado o flagrante. Além da autuação pelo homicídio qualificado, Polaco responderá por tráfico de drogas e associação para tráfico junto a sua esposa que também foi conduzida.

A polícia continua com as investigações para tentar identificar outros envolvidos no crime.

Deixe seu comentário

O MT Mais Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais à terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluidos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido, valorize esse espaço democrático.
Agradecemos a participação!

Seja o primeiro a comentar essa postagem!