CIDADES • Postado em 05-12-2018

Após quatro dias da queda de avião, piloto e copiloto são resgatados com vida

Aline Brito

Da redação

Piloto e do copiloto John Cleiton Venera (à esquerda) e Marcelo Balestrin (à direita)Piloto e do copiloto John Cleiton Venera (à esquerda) e Marcelo Balestrin (à direita) / Arquivo pessoal

O piloto John Cleiton Venera e copiloto Marcelo Balestrin, que estavam desaparecidos, desde a última sexta-feira (30), após a queda do avião em que estavam, foram resgatados com vida na tarde dessa terça-feira (04), em uma região de mata, próximo à Serra do Mangaval, em Cáceres (220 km de Cuiabá).

Segundo a FAB e (Força Aérea Brasileira) e do Ciopaer (Centro Integrado de Operações Aéreas) os dois estavam debilitados, mas o estado de saúde deles é considerado bom.

O piloto e o copiloto foram encontrados pelas equipes de resgate. O piloto quebrou uma perna e o copiloto quebrou as duas, e ainda teve cortes no rosto e escoriações.

Conforme o tenente-coronel Juliano Chiroli, comandante do Ciopaer, Venera e Balestrin foram encaminhados conscientes para o Pronto-Socorro de Cuiabá, onde estavam recebendo atendimento médico na noite desta terça. “Eles estavam bastante debilitados. Afinal, foram quatro dias na mata”, explicou o comandante.

Segundo o militar, piloto e copiloto não apresentavam queimaduras e aparentemente não tinham nenhuma fratura, mas apenas os exames mais detalhados poderão atestar o estado de saúde dos dois.

O desaparecimento

O avião de pequeno porte, prefixo PT-ICN, onde os pilotos estavam, decolou da cidade de Pimenta Bueno (RO) com destino a Cuiabá, mas não chegou ao seu destino final e perdeu o contato com os órgãos de controle a aproximadamente 120 km da capital mato-grossense.

Como não chegaram ao destino, a própria empresa fez sobrevoos na região, mas não conseguiu localizá-los.

Os órgãos de segurança começaram as buscas no sábado (01) pela manhã. Um helicóptero do Centro Integrado de Opeações Aéreas (Ciopaer), da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) também participou das buscas.

No entanto, a operação foi comprometida por conta da chuva e forte neblina que cercam a região da Baixada Cuiabana.

Deixe seu comentário

O MT Mais Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais à terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluidos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido, valorize esse espaço democrático.
Agradecemos a participação!

Seja o primeiro a comentar essa postagem!