CIDADES • Postado em 14-06-2019

Advogado de MT é indicado na lista tríplice na disputa por uma vaga no CARF

Assessoria

/

O advogado Thiago Dayan, sócio do escritório Thiago Dayan & Castilho Advogados, foi indicado para compor Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (CARF), devido a sua formação, conhecimento e experiência em Direito Tributário. Ele figura na lista tríplice juntamente com mais dois juristas.

A escolha dos candidatos, que está marcada para o fim deste mês, é realizada pelo Comitê de Seleção de Conselheiros e a indicação referendada por designação do Ministro da Fazenda.

“É uma indicação muito importante e estou muito feliz, pois hoje é o mais alto cargo vinculado a atividade tributária administrativa que um advogado pode chegar, pois julgará processos na segunda instância relativos aos tributos federais, afirmou.

Vale destacar que Mato Grosso não possui nenhum advogado representando o Estado no Conselho.

Caso Dayan seja nomeado, os mato-grossenses terão uma voz no cenário tributário nacional.

 

Mini Currículo

 

Thiago Dayan possui pós-graduação em Direito Tributário (Escola Paulista de Direito), em Direito Constitucional (Fundação Escola Superior do Ministério Público de MT) e em Direito do Agronegócio (Insper SP).

Mestrando em Direito Constitucional com ênfase em Direito Tributário (Escola Brasiliense de Direito Púbico); vice-presidente da Comissão de Direito Tributário e Defesa dos Contribuintes da OAB/MT, professor, palestrante e autor do livro: Processo Administrativo Tributário do Estado de Mato Grosso.

 

CARF

 

O CARF é um órgão colegiado, formado por representantes do Estado e da sociedade, com atribuição de julgar em segunda instância administrativa, os litígios em matéria tributária e aduaneira.   

Compete também ao Conselho, a uniformização da jurisprudência do órgão, mediante recurso especial das partes, quando ocorrer divergência de entendimento entre os colegiados de julgamento. 

 

 

 

Deixe seu comentário

O MT Mais Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais à terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluidos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido, valorize esse espaço democrático.
Agradecemos a participação!

Seja o primeiro a comentar essa postagem!